Semana de Saúde foca a importância da “Gratidão”

Sucesso. Assim pode ser descrita a noite de abertura da 4ª Semana de Saúde do Hospital e Maternidade Oase, que está trabalhando o tema: HumanizaVidas: com Gratidão. A solenidade de abertura, que aconteceu no Auditório do Vidas na noite do dia 1º de abril, contou com cerca de 200 participantes, entre autoridades locais, profissionais da área da Saúde, integrantes do Conselho Diretor e da Oaset, e também funcionários e comunidade em geral.

Antes da solenidade de abertura do evento, o musicista da In Concert, Escola de Música de Indaial, Marcelo Padilha presentou à todos tocando em seu violino um tango chamado “Por Una Cabezas”. Para a organização a música é um dos aliados mais importantes da humanização.

No decorrer da solenidade de abertura, o diretor do Vidas, Richard Choseki deu as boas-vindas aos participantes e destacou sobre o objetivo deste evento que visa oportunizar a discussão conjunta, reflexão, avaliação e democratização dos interesses institucionais, com base na Política da Educação Permanente em Saúde e na Política Nacional de Humanização, envolvendo todos os colaboradores, gestores e parceiros para o aprimoramento do processo de trabalho hospitalar. “Trata-se de novos desafios que visam qualificar o processo de trabalho e, principalmente, humanizar o cuidado em saúde para os usuários dos serviços do Hospital e Maternidade Oase”.

A gestora do Hospital Oase, Elisângela Scheidt Roncalio também deixou o seu recado em relação a 4ª Semana de Saúde. “É o quarto ano que estamos dividindo com vocês este trabalho tão importante, cada ano trazendo mais um direcionamento contínuo do nosso objetivo maior que é o ser humano, por isso a intitulação de Humanização”.

Também deixarem suas mensagens de sucesso e realização ao evento, a presidente da Oaset, Terezinha Metzker, o presidente do Conselho Diretor, Haroldo Ritzke, o secretário de Saúde de Timbó, Alfredo João Berri. Os três lembraram da importância de ações deste porte para valorizar aqueles que cuidam da saúde dos nossos familiares e de toda a comunidade timboense e regional.

Já o presidente da Câmara de Vereadores de Timbó, Guilherme Voigt deixou sua mensagem falando sobre a importância da saúde e prevenção aos timboenses.

Para fechar a solenidade de abertura o prefeito Jorge Krüger também deixou uma mensagem aos presentes. “É uma satisfação muito grande saber que nossos profissionais da Saúde, e também toda população interessada, podem nesses dias do evento agregarem mais conhecimento com as palestras e oficinas que serão realizadas. Junto com a nossa Secretaria de Saúde também estamos buscando todos os dias melhorar nosso atendimento e valorizar cada cidadão que procura uma unidade de Saúde, bem como nossos profissionais. Não posso deixar de destacar a parceria com o Hospital e Maternidade Oase, as senhoras da Oaset, com o Vidas, na pessoa do seu diretor Richard Choseki, onde sempre buscamos juntos soluções mais eficientes para os desafios que a Saúde nos apresenta. Frisar também a compreensão e a parceria da população timboense, que graças a ela já construímos uma UTI Adulto e agora, com a arrecadação deste ano, terminaremos a UTI Neonatal e ainda iremos ajudar a Rede Feminina de Combate ao Câncer, que presta um serviço voluntário de extrema importância para nossas mulheres”.

 

“Empatia não é se colocar no lugar do outro!”

No decorrer dos trabalhos da primeira noite de evento, foi ainda ministrada a palestra, “Empatia não é se colocar no lugar do outro!”, pelo profissional Rafael Gustavo de Liz, que é mestre em Gestão e Saúde pela Univali, especialista em Didática da Educação Superior, especialista em Psicologia Hospitalar e da Saúde e membro da Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar.

Em sua apresentação o palestrante disse que a palestra era provocativa. Primeiramente solicitou que fosse feita duplas entre pessoas que não se conheciam. Depois deu início a palestra falando sobre o tema da semana de Humanização: Gratidão. “O tema deste ano Gratidão, tem tudo a ver com o que preparei para apresentar. Sou muito grato pelos hospitais que passei, onde trabalhei, pelos pacientes que me fizeram ser uma pessoa melhor. Mas confesso que me questionei, porque em 2019, precisamos ter um evento, com uma grande organização para falar de humanização, sendo que nada mais digno que trabalhar em um Hospital, mas ao analisar mais a fundo, percebi que sim, precisa ter estes momentos para refletir nossas condutas, nossas escolhas”.

Ele também questionou: “Hospital que lugar é este? Este hospital não é um Hospital de Timbó é um Hospital que está em Timbó, mas diariamente recebe pessoas de diferentes municípios que chegam tendo em vocês talvez a única ou última esperança. Eu sou um sujeito positivista, que tenho como base de trabalho o lado científico – mas o Hospital me faz acreditar em milagres. Eu mesmo sendo cientista acredito em Deus e este Deus se faz presente dentro do Hospital, onde já acompanhamos verdadeiros milagres, ouvimos muitas histórias e conhecemos muitas pessoas”.

O psicólogo abordou ainda a questão da vocação. “Vocação é um chamado de Deus a serviço do próximo. Com certeza muitos aqui presentes que já pensaram em desistir deste chamado. Sou levado a crer que muitos já pensaram em dizer, vou fazer outra coisa da minha carreira, mas por alguma razão continua trabalhando no hospital e que em casa, junto a sua família não consegue desligar o ‘disjuntor’ e leva as histórias com as riquezas para dentro de sua casa, para contar tudo o que viveu durante a sua jornada de trabalho, respeitando a ética e as pessoas”, relatou ele ao frisar que o mais importante disso tudo é que a matéria-prima de um hospital são as pessoas, são as vidas.

Durante a palestra muitas histórias, e que histórias foram contadas, sobre as situações tratadas e trabalhadas com pacientes. “Quantas histórias conhecidas, parecidas, ou mais profundas que as que eu tenho para contar, que vocês aqui deste Hospital não vivenciaram. Se permitem deixar as pessoas entrar na vida de vocês e de vocês entrarem na vida delas, para que possam fazer parte dos milagres”.

O palestrante através de sua apresentação teve por objetivo fazer com que os participantes refletissem a respeito da assistência ao cliente de forma humanizada, considerando a Política Nacional de Humanização. Entre os pontos trabalhados em sua palestra destaque para: autocuidado da equipe multiprofissional; a relação família/cliente com a equipe multidisciplinar de Saúde; atendimento humanizado ao cliente e família; atitude colaborativa com a equipe de trabalho, cliente e família; comprometimento com o cuidado prestado; flexibilidade nas situações adversas; iniciativa na organização das atividades do trabalho; respeito à privacidade e aos valores morais, culturais  religiosos do usuário e da família; respeito ao limite da atuação profissional; sigilo e respeito as informações e condições do usuário e família e trabalho em equipe no planejamento e execução do plano de cuidado individual e coletivo.

No final, a opinião dos participantes foi unânime em relação ao objetivo proposto e alcançado pelo palestrante.

Programação

A 4ª Semana de Saúde do Hospital e Maternidade Oase, HumanizaVidas com Gratidão, conta com oficinas e palestras. As oficinas que acontecem hoje, dia 2, durante os três períodos, são direcionadas para os profissionais de saúde dos hospitais e secretarias de Saúde; já as duas palestras, a primeira que aconteceu ontem e a segunda que está programada para se realizada amanhã, dia 3, podem contar com a presença tanto de profissionais da Saúde como da comunidade em geral.

Dentro da programação destaque para as oficinas que acontecem durante o dia de hoje: às 8h30min, Ergonomia – Cuidados com a postura do colaborador e do paciente, coordenada pela profissional Tamiris Dellangelo, que é fisioterapeuta mestre em Saúde Coletiva, especialista em Fisioterapia Intensiva, em Fisioterapia do Trabalho e Saúde, ergonomia e ambiente organizacional. A profissional atua ainda como fisioterapeuta no Hospital Santa Isabel, na coordenação do Serviço de Fisioterapia no Hospital Oase e é docente do curso de Fisioterapia da Fameblu.

No período da tarde: Cuidados pessoais – parceria com a Farmácia Farmais e promoter da Vult – Rubia Cavilha da Silva. Já a terceira e última oficina acontece às 19h30min:  “O que me importa?”, ministrada por Célio Alves dos Santos, que é médico Geriatra pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Universidade Veiga de Almeida; com formação em Neuropsiquiatria Geriátrica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; com especialização em Cuidados Paliativos, pelo Instituto Paliar, de São Paulo e médico Geriatra da Secretaria de Saúde de Indaial.

Amanhã, dia 3 de abril, acontece a segunda e última palestra da 4ª Semana da Saúde do Hospital e Maternidade Oase, iniciando às 19h com acolhida Humanizada é as 19h30min, será ministrada a palestra: A Doação e o Transplante de Órgãos e Tecidos em SC – ministrada por Joel de Andrade – médico com formação em Medicina Interna e Intensiva e coordenador da SC Transplantes.

As palestras e oficinas estão sendo realizadas junto ao Auditório do Vidas, antiga Câmara de Vereadores de Timbó.

A 4ª Semana de Saúde do Hospital e Maternidade Oase que acontece em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, a Prefeitura de Timbó através da Secretaria Municipal da Saúde, faz parte da Política Nacional de Humanização agregando uma nova cultura do Hospital Oase em Educação Permanente em Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *