Comunicado do Hospital e Maternidade Oase

Em razão da atual situação, resultado da paralisação dos caminheiros, a direção do Vidas, administrador do Hospital e Maternidade Oase, informa que estão sendo priorizados no Pronto-Socorro os atendimentos de urgência e emergência. Aconselha-se que o usuário que precisar de atendimento ambulatorial procure a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência.

A direção também informa que os pacientes internados e os que precisarem de internação terão todo o atendimento garantido, desde medicação e alimentação.

Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) todos os pacientes internados estão recebendo atendimento normal, assim como os pacientes da região que precisarem ser internados. Neste período a UTI avaliará a admissão de pacientes de outras regiões do Estado.

Nas cirurgias, as eletivas serão suspensas a partir de amanhã, dia 29, mas as emergenciais serão mantidas.

A direção observa ainda que no momento, além dos insumos o maior problema enfrentado é na questão de deslocamento, em razão da falta de combustível, consequentemente o Hospital estará trabalhando com menos funcionários e médicos.

 A direção destaca também que mesmo com o fim da paralisação, para que tudo seja regularizado, deverá demorar em torno de 15 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *